Prestando Socorro


Atualizado em 6 de junho de 2017

Uma das situações mais difíceis que pode se apresentar se encontrar prestando socorro à vítima de um acidente num contexto extremo de sobrevivência. Contudo, se a pessoa souber como agir e mantiver a calma tudo pode ser bem menos traumático e ainda pode salvar a vida do acidentado. Saiba como prestar socorro de maneira assertiva e esteja preparado se esse momento chegar.

Atenção

  • Você só deve prestar socorro numa situação em que não esteja exposto a riscos. Somente estando seguro você poderá desempenhar essa tarefa corretamente.

  • Tenha plena certeza dos procedimentos que irá realizar, pois um atendimento mal feito pode representar complicações para a vítima.

  • Os primeiros socorros em casos mais graves não excluem a importância do atendimento médico.

  • Chamar ajuda numa situação em que isso possível e aguardar com a vítima também é uma forma de prestar socorro.

  • Não assistir uma vítima de acidente de nenhuma forma se configura em omissão de socorro.

Como agir em diferentes tipos de acidentes

  • Picada de Cobra

    Ao ser picado por uma cobra é necessário saber se ela é ou venenosa. Não tendo como identificar o animal observe o local atingido.

    Sinais de picada por cobra venenosa

    Surgem manchas rosas na pele e o local da picada passa a formigar. O indivíduo pode sentir dificuldade para respirar, sentir-se tonto e seu pulso acelerar.

    Procedimentos de socorro
    • O atendimento de um médico é essencial, mas enquanto aguarda você deverá manter o local da picada abaixo do nível do coração e limpo com água e sabão.

    • Usar compressas de água gelada ou de gelo contribuem para evitar que o veneno aja com rapidez.

  • Fraturas

    Existem dois tipos de fraturas: fechadas (que não danificam a pele) e as expostas (quando o osso rasga a pele).

    Sinais de que ocorreu uma fratura fechada

    Uma pessoa com uma fratura fechada sentirá muita dor em ossos ou em articulações. Outros sinais são manchas roxas e formigamentos no local. Uma pessoa fraturada não conseguirá se mover.

    Procedimentos de socorro em casos de fratura fechada e aberta
    • É essencial imobilizar o local fraturado com uma tala ou algo que o valha antes de tentar mover o indivíduo.

    • Quando a fratura for num dos braços improvise uma tipoia com um pano.

    • Confira se o machucado não cortou a circulação sanguínea.

    • Não dê nenhum tipo de alimento ou água para essa pessoa.

  • Queimaduras

    Diferentes tipos de queimaduras:
    • Queimaduras de 1º grau - A pele fica inchada, dolorida e avermelhada.

    • Queimaduras de 2º grau - Há mais dor e o aparecimento de bolhas, a área pode ficar úmida.

    • Queimaduras de 3º grau - Em geral apresenta pouca ou nenhuma dor. A pele fica esbranquiçada e com aspecto de carbonizada.

    Como agir

    No momento em que a pessoa estiver se queimando faça-a ficar parada, se o fogo estiver na roupa não deixe que se movimente. Se for o caso a derrube.

    Procedimentos de Socorro
    • Queimaduras pequenas podem ser tratadas com o resfriamento imediato usando água fria. Em seguida a área deverá ser seca com gaze ou um pano limpo.

    • Quando as queimaduras são de 2º grau é necessário resfriar o local com água fria e cobrir com gazes embebidas em vaselina estéril.

    • A área queimada deve ficar mais alta que o restante do corpo.

    • O indivíduo deve beber muita água.

    • Queimaduras de 3º grau exigem atendimento médico imediato.

  • Envenenamento

    Sinais de envenenamento

    O envenenamento pode ser causado pela ingestão de plantas, frutas e medicamentos com substâncias potencialmente maléficas para o organismo. Os sinais que indicam que o indivíduo está envenenado são: lábios com queimaduras; hálito com aroma da substância ingerida; alucinações; vômitos; ficar inconsciente.

    Procedimentos de Socorro
    • Verifique o que e em que quantidade envenenou a pessoa.

    • No caso de substâncias não corrosivas como plantas, frutas, comida estragada entre outros é interessante provocar o vômito estimulando a garganta com os dedos. Não induza o vômito em vítimas inconscientes.

    • Em casos de convulsões você deverá realizar na vítima a respiração cardio-pulmonar.